África  | 05/05/2017

SAMBURU, Vida Selvagem no Quénia

O nome do Parque Natural de Samburu foi dado pela população local que ainda habita o parque. Os samburus são uma tribo muito colorida que continua a viver de forma tradicional.

Em Samburu, é fácil encontrar várias espécies que vivem apenas a norte do Equador e que, portanto, não se encontram noutros parques mais meridionais. Entre estas espécies destaca-se a zebra de Grevy, que diferencia-se do parente comum pelas suas franjas mais estreitas e pelas orelhas grandes e redondas. O órix beisa é um antílope cinzento belíssimo e com uns cornos muitos largos. A girafa reticulada é, sem dúvida, a mais bonita dentro do seu género. E o gerenuk é um antílope estilizado com um pescoço esbelto e patas largas que se alimenta das a folhas da acácia.

A grande vantagem de Samburu é que os percursos junto ao rio dão a possibilidade de contemplar uma grande quantidade de animais a muito curta distância. As suas águas acolhem habitantes permanentes como os hipopótamos e crocodilos enquanto nas grandes acácias e palmeiras saltam os macacos vervet e os babuínos.

Os carnívoros também estão bem representados no complexo Samburu. Os leões e as chitas dominam as zonas mais secas e vão beber e descansar à sombra da floresta costeira. As hienas percorrem longas distâncias com a sua caminhada ligeira. Mas uma das maiores atrações desta zona é, provavelmente, o lugar do Quénia onde é fácil avistar leopardos.

     
     

Newsletter

El Elefante de SUDAFRICA

Agosto 2017

Enviando formulario...

El servidor ha detectado un error.

Formulario recibido.

+ Veja newsletters anterior

Más noticias

Oriente Médio

Um barco atrás de KEOPS

Oriente Médio

Eternamente ABU SIMBEL

retorno